Organograma de um clube esportivo: tipos, cargos e funções

Postar por Jeff, 29 de enero de 2024

Funções que compõem um clube

  • Sócios: São todas aquelas pessoas que pagam uma taxa para pertencer ao clube. Dependendo dos diferentes tipos de sócios existentes, parte deles têm acesso às atividades desenvolvidas pelo clube.
  • Assembleia Geral de Sócios: É composta por um número estabelecido de sócios e é o órgão máximo de gestão do clube. O objetivo de sua existência é tomar decisões que orientem o funcionamento do clube. De acordo com o estatuto de cada clube, entre outras coisas, as suas funções incluirão a eleição do Conselho de Administração e a gestão das contas anuais,  assim como a sua gestão geral.
  • Conselho de Administração: É o órgão responsável por tomar as decisões de gestão e zelar pelo bom funcionamento do clube no dia a dia. Dentro do Conselho de Administração encontraremos as figuras de presidente, vice-presidente, tesoureiro, secretário e outros cargos:

-Presidente: É a autoridade máxima do Conselho de Administração. Ele é o representante do clube e está obrigado a cumprir as diretrizes estabelecidas pela Assembleia Geral. As suas funções gerais, bem como a duração do seu mandato e outros aspectos relevantes, serão definidas pelos estatutos do clube.

-Vice-Presidente: É a pessoa que substitui o presidente nos casos em que este não possa exercer as suas funções.

-Tesoureiro: É responsável pela gestão das finanças do clube e de todas as suas operações financeiras. É um cargo de extrema importância e de elevada responsabilidade para garantir a boa gestão e administração de um clube.

-Secretário: É a pessoa que atestará os acordos alcançados pelo Conselho de Administração. Ele será responsável pela guarda dos livros de atas, livros de sócios e qualquer outra documentação necessária ao funcionamento diário do clube.

-Membros: São todos os membros do Conselho de Administração que não possuem nenhuma área de responsabilidade atribuída, mas são corresponsáveis ​​com os outros membros e mantêm o direito de voz e voto no Conselho. O número e tipos de sócios dependerão do estabelecido no estatuto do clube.

Se você quiser saber mais a fundo sobre os membros do Conselho de Administração, recomendamos que leia esse post

  • Pessoal Técnico: São aqueles que realizam tarefas de treinamento dentro do clube, como treinadores.
  • Pessoal Auxiliar: São os demais funcionários do clube que se encarregam das tarefas que garantem o bom desenvolvimento das atividades do clube.

 

Tipos de organograma de um clube esportivo

O organigrama de cada clube esportivo variará e será adaptado em função das necessidades de cada clube, tal como dos recursos humanos e económicos disponíveis. De qualquer forma, a seguir falaremos sobre três tipos de organogramas e estruturas que são frequentemente implementadas:

  • Modelo Presidencial: Possui uma versão de liderança muito forte, já que o presidente é quem tem a última palavra em todas as decisões. Para que funcione bem, quem lidera deve ser um líder carismático. Pode haver problemas organizacionais e operacionais quando este líder estiver ausente.
  • Delegação de funções desportivas: Aqui o presidente continua a ser a autoridade máxima, mas há uma especialização por funções para separar a parte de gestão esportiva da gestão administrativa e económica. As questões de planeamento e gestão esportiva são atribuídas a um Diretor Esportivo, especialista na área. Esse é o modelo normalmente utilizado pelos clubes de futebol profissional.
  • Distribuição por áreas funcionais: É um modelo de delegação total. A figura do presidente é apenas representativa, uma vez que a gestão ordinária é delegada em diferentes gestores, sejam eles assuntos esportivos, económicos ou áreas como relações institucionais ou marketing. Você deve ter uma ótima estrutura para poder implementar esse modelo.

Na Clupik temos a convicção de que definir um organograma do seu clube é essencial para melhorar a gestão interna. A gestão profissional do clube proporcionará mais benefícios, tanto a nível esportivo como económico.

Se você tem um clube ou deseja criar um e tem interesse na formação profissional, recomendamos esse artigo com os melhores mestrados em gestão esportiva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dejar comentario