6 Chaves para evitar que seus atletas abandonem seu clube

Postar por Beñat, 1 de febrero de 2021

Em muitos clubes, o número de associados varia durante o ano. É comum ver muitas pessoas novas se juntando no início da temporada com a intenção de conquistar o mundo. O final do verão e o início do ano são geralmente os momentos em que as pessoas voltam a praticar o esporte. É então quando eles buscam uma mudança de cenário.

Seja porque eles vêm de outro clube, porque são novos na cidade, ou porque querem experimentar um novo esporte, há sempre caras novas. Isso é ótimo, não é? Sim, mas o outro lado da moeda vem quando o oposto acontece. Com o início do verão, ou logo após o fim da temporada, há muitos que se despedem do clube.

É muito típico que os atletas que estão no clube há mais tempo sejam os primeiros a saltar de navio. Mas não seria a primeira vez que um jogador lendário deixaria o clube: mudança de casa, lesão, falta de tempo livre ou simplesmente porque já teve o suficiente do esporte e a motivação necessária para alcançar resultados.

Ausências são uma questão que todos os gerentes de clubes esportivos precisam considerar. E como diz o ditado, "prevenir é melhor do que remediar". Não podemos fazer mágica diante de uma lesão crônica ou do nascimento iminente de gêmeos, mas certamente há muitos fatores que podemos cuidar para reter o maior número possível de membros e impedir que seus atletas deixem o clube. Vamos a isso!

1-Definir uma estratégia de retenção e fidelidade

2-Tome cuidado para criar um bom

3-Não negligencie a motivação de seus

4-Tenha seus treinadores como líderes

5-Competição e competitividade

6-Promova atividades extra-esportivas.

1. Definir uma estratégia de retenção e fidelização.

Assim como as empresas de sucesso cuidam destes aspectos, você também deve cuidar, como gerente do clube. Manter um número crescente, ou pelo menos estável, de membros ao longo do ano é de vital importância.

Quando o clube é sustentado principalmente por taxas de afiliação, as taxas de afiliação não podem cair. E se no seu caso, a principal fonte de renda são os subsídios, então um clube com um número cada vez menor de associados não promete um futuro muito brilhante.

2. Tome cuidado para criar um bom grupo

Deixe-me dizer-lhe que este é um dos pontos mais importantes, se não o mais importante. Um bom grupo é tudo, você pode imaginar como seria treinar com relutância porque você não quer estar com seus colegas de equipe? Essa situação não é sustentável com o tempo. O fato de ser feliz e querer estar com o grupo de treinamento é crucial.

Como a pessoa que dirige o clube, este é um ponto que você deve cuidar muito bem. Em parte, é sua responsabilidade garantir que você tenha um grande grupo de treinamento.

Os maus momentos são muito mais fáceis quando você está cercado por amigos. Seja sofrendo através de uma série de sessões de treinamento, saindo em campo em uma tempestade, tendo que suportar uma longa jornada para uma competição ou uma aborrecida e eterna pré- temporada, não importa se o ambiente é agradável! Os assuntos esportivos ficam em segundo plano e tudo se resume a viver os momentos com a segunda família.

Do outro lado da moeda, um bom grupo não está lá apenas para ajudar em tempos ruins. Também está lá para desfrutar dos bons momentos.

Momentos como uma boa sessão de treinamento, uma vitória ou, que diabos, um bom jantar de equipe! Nunca esqueça que um bom grupo fará um atleta querer ficar no clube por um longo tempo.

3. Não negligencie a motivação de seus atletas.

Por que os membros de seu clube começaram a praticar esportes em seu clube? Poderia ter sido uma recomendação médica. Eles foram inscritos por seus pais quando eram jovens. Talvez como um desafio pessoal ou foi também seu parceiro ou amigos?

Seja como for, estou certo de que eles já chegaram a um ponto em que a maioria deles está procurando resultados esportivos. E não estou falando apenas do aspecto competitivo. Estou falando de desafios pessoais, auto- aperfeiçoamento e progresso. Isto é o que eles nunca devem esquecer.

É normal que haja momentos de retração. Após uma derrota dolorosa, durante a pré-temporada, quando alguém se machucou durante meses ou simplesmente quando outros fatores externos afetam a prática esportiva. A motivação para cada atleta é diferente. Alguns querem se sentir bem consigo mesmo e outros querem se sentir valorizados pelos outros. O papel do treinador é fundamental para abordar este ponto. Eles são responsáveis por detectar as desmotivações e trabalhar os pontos motivacionais de cada membro.

4. Faça com que seus treinadores sejam líderes

Como acabamos de dizer, o técnico é uma das pessoas mais importantes pela criação de um bom grupo e pela motivação dos atletas. Ele/ela é, portanto, um dos jogadores-chave para evitar que seus atletas deixem o clube.

Nos últimos anos tem havido uma tendência geral (especialmente no esporte profissional) de desvalorizar as pessoas que treinam. É muito fácil criticar quando as coisas dão errado, mas é muito difícil reconhecer os méritos. No esporte amador, mais especificamente no campo do esporte juvenil, o treinador também é objeto de todos os tipos de julgamentos. Se meu filho deveria jogar mais, se ele não faz a menor idéia, se esta não é a maneira de fazer isso?

O técnico tem que conviver com este fato. Ele será sempre o mau da fita. Entretanto, esta não deve ser uma água fria para ele. Pelo contrário, ele deve saber administrar estas situações e colocar em primeiro lugar a coesão do grupo, a motivação dos atletas e, em última instância, os interesses do clube.

Todos nós conhecemos histórias de pessoas que acabaram odiando não só a equipe, mas o próprio esporte, por causa de um treinador. Cercar-se de profissionais e certificar-se de que seus treinadores de clube sejam bons treinadores, mas acima de tudo, melhores líderes.

5. Competições e competitividade

A competição é um grande fator de motivação para os atletas e, em muitos casos, seu principal objetivo. Entretanto, não nos deixemos levar pela euforia.

É claro que uma equipe deve se concentrar nos objetivos esportivos e treinar de acordo com um plano. No entanto, este não deve ser o único objetivo.

É possível que tenha havido casos em que o aspecto esportivo tenha ofuscado todos os outros aspectos incríveis do esporte. A menos que sejamos um clube profissional, não vamos esquecer que o esporte é muito mais!
O esporte tem a ver com valores, aprendizagem, momentos de compartilhamento, aperfeiçoamento, experiências. Se nos concentrarmos apenas na obtenção de resultados competitivos, acabaremos queimando muitos de nossos atletas.

A chave está em encontrar um equilíbrio. Nem o espírito competitivo deve ser posto de lado. Afinal de contas, todos nós temos isso em nosso DNA esportivo. Eu o aconselharia, como pessoa que dirige o clube, a entender que seu clube esportivo tem que ser muito mais do que "aquele clube que compete para ganhar o campeonato".

6. Promover atividades extra-esportivas

Ao longo deste posto, enfatizamos a importância de não nos concentrarmos apenas no esporte. Fazer esporte está tudo muito bem, mas a chave para desfrutá-lo ao máximo é aproveitar ao máximo todos os seus aspectos.

Lembro-me de quando jogava futebol e a cada 3 jogos que ganhávamos, tínhamos um jantar. Esses momentos que eu compartilhei com meus colegas de equipe de então se tornaram agora memórias incríveis entre amigos. Tive também a sorte de fazer muitas viagens para jogar em torneios internacionais. Acreditem, a desculpa era o futebol e nos divertimos muito.

Foram esses momentos que nos fizeram querer continuar envolvidos no esporte. Querendo permanecer vinculado ao clube. Tivemos um grande momento, ao mesmo tempo em que praticamos o que mais amávamos.

Portanto, convido-os a fazer o máximo de eventos não esportivos que puderem. Viagens, refeições, excursões, ir a um concerto, sei lá! Mas faça de seu clube esportivo um clube que ninguém vai querer deixar e que ficará para sempre na memória de seus atletas.

Assine o boletim Clupik e receba informações de interesse para gerentes e treinadores de clubes esportivos como o seu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dejar comentario